Jovem que sofre de bullying resolve não ir ao baile de formatura – mas depois, 120 motoqueiros batem à sua porta

O baile de formatura é um dos momentos mais importantes dos alunos do ensino médio. Para além de marcar o fim de um ciclo, é também uma espécie de transição da adolescência para a idade adulta. Os jovens ficam muito emocionados e empenhados com esse evento: eles precisam encontrar um par, escolher roupas, entre outras coisas. Mas Shannon Purcifer decidiu não ir ao baile devido ao bullying.

A menina de 16 anos de Hampshire, Inglaterra, não queria ir ao baile para não ter de sofrer intimidação. Mas, graças à ajuda de estranhos de bom coração, ela conseguiu rir por último.

Shannon sempre sonhou em ir ao baile de finalistas, pois seus anos de adolescência foram difíceis. Ela sofre de várias doenças como artrite reumatóide, colite ulcerativa e doença celíaca. Isso dificultou muito a sua vida, e a garota precisou de ser muito forte. Então, ela mal podia esperar para dançar com seus amigos e se vestir a rigor, era uma recompensa pela sua coragem e força.

A jovem escolheu um vestido branco lindo e caro, para ir como uma verdadeira princesa. No entanto, quando o grande dia chegou, ela não conseguiu ir. Ela estava sendo alvo de muito bullying devido às suas doenças, e não se sentia bem-vinda no evento.

A mãe da adolescente, Claire Carstens, escreveu sobre o triste incidente nas redes sociais: “Se Shannon fosse ao baile nessa noite, ela usaria esse belo vestido. Graças a estúpidas perseguições, Shannon decidiu que não queria ir e se misturar com a escória que a deixava tão mal. Para uma menina que teve tanta coisa para lidar na vida… doença celíaca, colite ulcerativa e artrite reumatóide, ela é uma jovem forte com uma mente ainda mais forte! Te amo, garota!”

O post da mãe de Shannon se tornou viral, e rapidamente família, conhecidos e estranhos começaram a angariar fundos para a jovem. O objetivo era fazer um baile de formatura só para Shannon, com todas os amigos de escola.

“Isso não é sobre amaldiçoar a escola, apesar de que a escola certamente precisa resolver o bullying assim que estiver ciente disso. Isso é sobre mostrar a todos os valentões desagradáveis que eles não vão ganhar e também mostrar a alguém que está sendo intimidado que há uma luz no final do túnel”, disse a mãe.

Então, eles conseguiram fazer o baile de formatura para a menina no St. Vincent College, e ele foi um autêntico sucesso! O evento começou com 120 motoqueiros, que quiseram mostrar seu apoio e acompanhá-la até ao baile.

Cerca de 100 pessoas foram ao baile, desde amigos e estranhos. Eles fizeram uma festa elegante com buffet e uma bola de discoteca no teto. A noite de Shannon foi inesquecível!

Essa história mostra que nem sempre os valentões vencem… tudo de bom para essa linda garota! Assista a uma reportagem do evento abaixo:

Compartilhe se acha que está na altura de acabar com o bullying!

Добавить комментарий

;-) :| :x :twisted: :smile: :shock: :sad: :roll: :razz: :oops: :o :mrgreen: :lol: :idea: :grin: :evil: :cry: :cool: :arrow: :???: :?: :!:

Jovem que sofre de bullying resolve não ir ao baile de formatura – mas depois, 120 motoqueiros batem à sua porta